Hospital Santa Rita

05 de Junho de 2020 -

10/01/2020 - 08:58:10 - Atualizado em 10/01/2020 - 12:46:59

Notícias

Fique por dentro de todas as novidades que acontecem no Hospital Santa Rita.

Voltar

Dra. Daniela Loss Mattedi é a nova diretora Técnica do Santa Rita



A médica Daniela Loss Mattedi é a nova diretora Técnica do Hospital Santa Rita. Formada pela Universidade Federal do Espírito Santo (Ufes), especialista em Nefrologia pela Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (FMUSP) e em  Clínica Médica pela Universidade Estadual Paulista (Unesp), ela compõe o corpo clinico do Santa Rita desde 2013 e, agora, foi escolhida para responder pela Direção Técnica da instituição.

Dra. Daniela, que também possui MBA em Gestão de Saúde, pela Fundação Getúlio Vargas, disse estar muito entusiasmada e encorajada com a nova função. “Acredito que terei condições de contribuir, ainda mais, com o avanço nas melhorias dos processos internos e que resultam em benefícios tanto para os profissionais quanto para os pacientes. Com os processos para a acreditação ONA, já obtivemos grandes avanços, e pretendo atuar para a  melhoria contínua.”

As funções da Diretoria Técnica são definidas pelo Conselho Federal de Medicina (CFM) e constam da Resolução CFM nº 2.147/2016. Essa mesma Resolução define as obrigações da Diretoria Clínica e da Comissão de Ética Médica.

No entanto, os médicos(as) que ocuparão os cargos de Diretor(a) Clínico(a) e Comissão de Ética Médica precisam ser eleitos pelo corpo clínico da instituição de saúde e, posteriormente, empossados por representantes do CRM.  Portanto, após a posse dos novos membros que ocuparão esses cargos no Hospital Santa Rita, marcada para fevereiro, será feita a divulgação oficial.

Agora, confira abaixo as funções da Diretoria Técnica:  
  • Zelar pelo cumprimento das disposições legais e regulamentares em vigor.
  • Assegurar condições dignas de trabalho e os meios indispensáveis à prática médica.
  • Organizar as escalas de plantão, zelando para que não haja lacunas.
  • Solucionar a ausência de plantonistas.
  • Não contratar médicos formados no exterior sem registro nos conselhos de Medicina.

compartilhe: